domingo, 25 de junho de 2017

Essa vida que vivemos...

Viver é um verbo que exige de nós muita dedicação.

Pensar em como vivemos e em como lidamos com a vida, nos leva a refletir se vamos permanecer ou mudar, ou seja, viver é um verbo que precisa de muitos outros para se tornar real!

A vida nos proporciona momentos difíceis e fáceis de lidar, nos presenteia com tempos de paz, alegria e amor, porém, nos leva a experimentar a dor, a perda e o desconforto. Como lidamos com tudo isso serão as palavras, parágrafos e linhas da nossa HISTÓRIA DE VIDA!

Temos que saber ganhar, perder, compartilhar, abrir mão, doar, receber, aceitar sem questionar, perguntar, responder, seguir em frente, parar. Recomeçar ou começar de outro jeito, refletir, agir, pensar, fazer valer a pena. Tocar, sentir, respirar, sorrir, abraçar, amar, ser amado, amar de novo, se fechar, se permitir, abrir-se novamente, calar, falar, escutar, aprender.

A vida é mesmo uma caixinha de surpresas e só vive bem quem consegue retirar de cada surpresa um aprendizado, um novo fôlego, uma nova esperança.

O que? Teve uma semana com decisões difíceis? Pare. Reflita. Peça ajuda ao Criador, Ele, mais do que ninguém e talvez seja o único, que pode te ajudar a ver o lado bom de cada fagulha da sua vida.

Aprenda com seus erros, permita-se e segue o baile, já que sabemos dançar \o/


Bjones ;)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

30 dias...

- Léo Vidal, 3ª Região, é... esse eu conheço só de ouvir falar!
Pronto, isso foi o suficiente para ser perseguida por um dia todo. Que bom!
30 dias se passaram, nosso acordo foi cumprido e agora preciso falar: VOCÊ É LEGAL!
Ok, entendo o porquê de tudo que eu ouvi antes de te conhecer, compreendo as pessoas e os motivos que elas tiveram para concluir coisas a seu respeito, afinal, argumentos e motivos não faltam né? HAHAHA
Mas sabe, a fama traz consigo a incompreensão, as conclusões precipitadas e o mal entendido, mas vai fazer o que? Parar a vida? Ser menos simpático? Adicionar menos pessoas no facebook, instagran e whatsapp? Ou vai deixar de comprar chocolatinhos? Não dá né? HAHAHA
Têm pessoas que chegam num instante e logo partem. Outras são mais persistentes e insistem em ficar um tempinho mais, afinal, vai que rola um bolo de cenoura com cobertura de chocolate ou quem sabe pudim de maria mole, né? Hahaha
Você é dessas pessoas que da vontade de ligar, de mandar áudios, de falar, falar e falar todos os dias e por horas, e olha que é difícil eu querer isso hahaha É dessas pessoas que quando a gente desliga, já fica pensando “Droga, e agora, quando poderei ligar novamente?” hahaha.
Que bom que mudei minha visão de você, que bom que não me permiti levar pelo pré julgamento ou opinião das outras pessoas (mesmo elas tendo razão em algumas coisas) e permiti viver esses 30 dias de “Vou te mostrar que sou legal!”.
Ow, mano, Jão, gordo, você é dahora e não esperava que fosse tanto. Meus amigos te curtiram, isso é sinal de que de fato é engraçado e divertido MESMO! Hahaha
Obrigada por me aguentar, por falar comigo, por me fazer rir absurdos com tanta bobeira, por me dar (mesmo que obrigado hahaha) uma trufa (duas, ok), por ter ido no culto do dia 10 (hahaha) e por carregar minha mala até o bus no nacional! HAHAHAHAHA
É só por hoje ;)
#combinandinhos

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Uma viagem ao tempo...


Não sei você, mas eu sou assim, tenho lapsos de memória de minha infância e, a não ser que alguém puxe o assunto e fale dos detalhes, raramente irei lembrar. Porém, hoje foi diferente.
Sai do carro e minha mãe disse “toca o interfone”. Toquei. Abri o portãozinho e logo parei, debrucei nele e comentei com minha mãe que há anos não fazia o que havia acabado de fazer.
Abriu-se a porta, entramos. Ahhhh, o sofá! Meu cantinho, aquele da esquerda, no sofá maior. Me joguei nele e “poxa vida, esse tapete, essa mesinha, olha! O espelho, a mesa de vidro que vira se debruçar nela...” e meu pensamento foi interrompido com a fala:
Vamos comer antes que a pizza esfrie! – disse a dona da casa, sempre!
Sentei, olhei para o lado direito e txãrãnnn, lá estava a porta que dá acesso à área externa da casa, onde tem uma mesa de granito com 2 bancos, onde nós, que antes éramos crianças, sentávamos juntas. Poutz, que saudade.
Comemos, conversamos e, caraca, como crescemos. Isso porque, das antigas crianças, só eu estava presente. “Mas perae, como assim o irmão mais novo dos gêmeos já está com 20 anos? Pulei da 1ª para a 5ª temporada de friends?”.
Fui ao banheiro e como é impressionante como tem coisas que nos lembram de épocas felizes, importantes e marcantes né? Ver aquele suporte de papel higiênico me fez lembrar em como eu sempre ficava encantada por ele ser todo diferentão.
Saí e não pude deixar de ir ao quartinho/escritório secreto e sempre muito respeitado. Ahhhh, quanta saudade da época que não tinha wi-fi e tínhamos que nos virar para inventar brincadeiras ou revezar nos joguinhos do Windows 96/98 hahahaha.
Como diria o grande profeta: “o tempo voa amor, escorre pelas mãos...”

Foi bom, foi legal, foi divertido!

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Se faz sentir, faz sentido...

O sentido de sentir te faz sentir com sentido.

Uma vida sem o sentir é a mesma coisa que um barco sem norte, bingo sem sorte, a vida sem a morte, ou seja, não faz sentido nenhum.

Tudo faz parte do pacote, faz parte da vida. Se não sentir, logo, será como zumbis, que andam sem sentido.

Sentir e permitir ser sentido, é isso que nos move, nos enriquece, nos aprimora e nos engrandece. Sentir o outro de forma verdadeira, sem meios sentimentos, sem meias verdades, sem querer saber se está certo ou errado, exagerado ou frio, simplesmente sentir.

Aquele que se priva do sentir, se priva de viver. Sentir o choro, a dor, a frustração, a desilusão e tantos outros sentimentos ruins, não faz de você um  perdedor, fraco ou indefeso, mas te torna humano, sensível e apto a sentir novamente.

Se você se permitir sentir o ruim, quando vier o bom, irá senti-lo com mais sentido, com mais prazer e com mais alegria. Como comer brigadeiro após comer coxinha, o contraste entre sal e doce te faz querer comer mais, e a cada vez que come um salgado, quer comer um doce e assim por diante. Sentir a vida exige de nós total liberdade de ação.


Sinta. Viva. Respire. Sinta novamente. Não se prive. Vá em frente. 


Bjones,
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...